Guitarra elétrica x Guitarra, é a mesma coisa?

Guitarra elétrica x Guitarra, é a mesma coisa?

Grande parte das pessoas não sabe identificar a diferença entre uma guitarra elétrica e uma guitarra normal ou acústica. A princípio, as diferenças entre essas duas opções podem parecer mínimas, no entanto, há um abismo de coisas entre essas guitarras. Embora carregue grandes diferenças entre uma e outra, elas também podem ser semelhantes em alguns pontos, o que faz com que músicos optem por aprender a tocar as duas opções, visando expandir ainda mais seu conhecimento na área. Entender as diferenças entre elas e saber lidar com isso, juntamente com suas semelhanças faz com que aqueles que desejam aprender a tocá-las adquira um grande conhecimento na área. Portanto, se deseja aprender um pouco mais sobre as diferenças entre guitarras elétricas e guitarras acústicas, continue a leitura deste artigo e saiba mais.

Qual é a diferença entre guitarras ‘normais’ e guitarra elétrica?

Antes de tudo, podemos citar a principal diferença entre os dois tipos de guitarra, que é a diferença na estrutura do seu corpo. Enquanto na guitarra elétrica o corpo é sólido e amplificado através de um equipamento externo, na guitarra convencional a amplificação se dá através da caixa de ressonância. Portanto, o som emitido por esses instrumentos musicais são diferentes um do outro. Geralmente a guitarra elétrica é mais utilizada por músicos que preferem tocar pop e rock, enquanto que a acústica é utilizada por pessoas que preferem tocar folk e country music. Na guitarra elétrica é necessário ter mais controle dos sons indesejados, como o de cordas que não estão sendo tocadas, uma vez que, por estarem sendo amplificadas, será muito mais fácil de perceber esses sons. É possível também trabalhar o bending e o vibrato das notas, que se torna a principal diferença da guitarra acústica, onde se pode alcançar sons e acordes incríveis por meio dessas técnicas. Além disso, o espaço entre as cordas é muito menor, o que demanda uma maior adaptação por parte do músico, evitando que toque em cordas indesejadas e produza sons que não queira produzir. Já em relação a guitarra acústica, o espaçamento entre as cordas é maior, fazendo com que se torne mais fácil fazer dedilhados e acordes sem produzir sons indesejados tocando em outras cordas, além disso, seu corpo faz com que os sons emitidos sejam mais suaves e melhores de se ouvir. Através dela é possível aumentar o seu vocabulário de acordes, devido a grande variedade de possibilidades que se pode atingir através dela, além disso, a troca dos acordes acontece com mais facilidade do que na guitarra elétrica, uma vez que o espaçamento é maior.

Como funciona uma guitarra elétrica

Para entendermos como funciona a guitarra elétrica, é necessário que saibamos a origem deste termo. Guitarra elétrica significa que as vibrações e sons produzidos por ela são transmitidos através de um equipamento, o chamado Amplificador, para que sejam ouvidos com maior qualidade pelas pessoas. Ela atua transformando sinais elétricos em ondas sonoras que são transmitidas a partir dos amplificadores, ou seja, as ondas e os sons são criados de forma manual pelo músico, enquanto a amplificação é feita de forma elétrica pelo amplificador. Portanto, o som é transmitido através desse equipamento para que os ouvintes possam ter acesso a ele. É através dele que o volume da guitarra é ampliado e pode ser equalizado, além de também equalizar a potência em que o som irá ser transmitido e a emissão dele através dos alto-falantes. Portanto, é um item indispensável para músicos guitarristas. Dessa forma, ela necessita de um equipamento externo para que o seu som seja transmitido, ou seja, os amplificadores atuam como um canal para que o som criado pelo instrumento seja ouvido pelas pessoas.

Guitarra elétrica stratocaster

Trata-se de uma guitarra tradicional, com diversos modelos que podem ser escolhidos pelo músico. É bastante leve, com seu raio numa escala 12, com um perfil Deep C, passando uma sensação de rapidez e conforto típico dos modelos fender, onde é possível ter acesso a diversas cores, o que torna excelente para criar personalizações diferentes e de acordo com o gosto do músico. Os sons são canalizados através de seis pontos com um captador de contato nos botões e no interruptor, tornando-se um sistema muito fácil de usar. É possível misturar ou mover-se através dos timbres do violão de corpo menos por meio do botão MOD, ou misturando a ressonância do sensor do corpo na terceira posição. É uma excelente opção para utilizar em estúdios, apresentações ou simplesmente para estudar música. Oferece uma gama de sons e acordes bastante satisfatória, com uma ergonomia que se destaca das demais guitarras, tornando-se excelente para trabalhar sem exigir muito esforço do corpo e dos dedos na hora de tocar. Graças a sua ergonomia, se tornou um modelo interessante não só para alunos quanto para músicos profissionais, haja vista a facilidade de manejo do instrumento aliada a facilidade tocar suas notas sem machucar os dedos, portanto, é excelente para alunos que estejam iniciando sua vida musical e para profissionais experientes do ramo.

 

Características das guitarras elétricas e acústicas

guitarra eletrica

As guitarras elétricas, como já mencionamos anteriormente, possuem seu corpo sólido e são feitas para tornar os sons mais potentes e diversificados, ou seja, com ela é possível atingir uma maior variedade de combinações e de acordes. Com isso, ela se torna mais popular graças a quantidade de variações que é possível atingir através delas, como maior profundidade e mais agudos. Já a guitarra acústica oferece notas mais graves e mais entonadas, semelhantes ao que o violão proporciona. Portanto, trata-se de um som mais calmo e que proporciona notas mais agradáveis de se ouvir, por isso é bastante usado em estilos musicais como Blues e Jazz. Além disso, não é necessário utilizar amplificadores ou caixas de som para que o som seja transmitido, haja vista que esse instrumento possui uma caixa acústica semelhante ao do violão. Com ela, é possível atingir uma musicalidade mais natural, ou seja, timbres mais clássicos como os já mencionados acima. Dessa forma, se tornam ótimas para estudar música ou simplesmente tocar em locais com menos pessoas e ambiente fechado. Com isso, temos que as diferenças entre os dois instrumentos são bastante aparentes mas também podem ser confundidas por pessoas que não tem um conhecimento avançado sobre a área, podendo causar uma certa confusão.

 

Agora que voce ja sabe sobre guitarras eletricas, Confira nosso curso de guitarra.

Tags: | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.